Sra. Ethel Fainstein Diretora Hadassah Mexico (esquerda) Secretário da Saúde, Mexico City, Dr. Armando Ahued; Profa. Esti Galili-Weisstub e Sr. Carlos Glatt (com a bandeira do )México; Vice Embaixador Alon Lavi.

 

“Irmãos e irmãs do mundo unidos pela saúde de meninas e meninos da Cidade do México.”

Armando Ortega

Por: Armando Ahued Ortega / Secretário de Saúde da CDMX, Mexico City

Em situações difíceis como as tragédias provocadas por desastres naturais e guerras, a conexão entre nações irmãs é fortalecida.

O México viveu recentemente uma de suas piores tragédias. Os dois terremotos que nos atingiram afetaram fortemente vários estados da República e deixaram prejuízos significativos, possibilitando-nos conhecer a solidariedade e suporte internacionais. O auxílio foi inestimável e o trabalho continua.

Um dos apoios estratégicos que eu gostaria de tornar conhecido, compartilhar e agradecer de maneira especial, é o de Israel. Uma país com o qual o México sempre manteve uma relação importante, cultural, política e econômica.

O exército israelense enviou uma brigade de 70 integrantes, incluindo engenheiros, profissionais de busca e resgate, médicos e especialistas em logística. Sua incrível performance conquistou os corações da sociedade civil em todo o país.

Como mencionamos antes, nós estamos vivenciando consequências psicológicas e emocionais importantes. Todos os habitantes das cidades afetadas, todos as nossas crianças, todos os parentes que perderam um ente querido e todos os voluntários e equipes de qualquer instituição que forneceram suporte, experimentaram prejuízo emocional que precisa ser tratado. Você deve saber que este é um processo e que quando acontece é melhor receber tratamento especializado.

Em uma troca de conhecimento e experiência, eu tive a oportunidade de conhecer e trabalhar na última semana com a Profa. Esti Galili-Weisstib, do Hadassah Hospital. Uma proeminente especialista em psicologia de crianças e adolescentes, recomendada pela embaixada de Israel afim de trocar experiências que nos permitissem definir um plano estratégico de suporte e comunicação para nossa sociedade. A Dra. Esti Galili-Weisstub implementou e dirigiu apoio emocional no sul de Israel após o conflito de Gaza em 2014 e no Sri Lanka depois do tsunami de 2004.

Ao compartilhar as ações que estamos implementando na Cidade do México, a doutora ficou satisfeita e orgulhosa de encontrar um Secretário de Saúde que tinha ações efetivas e mensagens na área de saúde mental para prover suporte à população.

Com sua chegada à Cidade do México, nós iniciamos imediatamente workshops com as equipes médicas do Ministério da Saúde que tiveram contato com crianças, o mais importante público alvo, afim de sentir suas necessidades e fornecer a eles ferramentas para detectar situações que refletissem prejuizo emocional e estresse pós-traumático. Nós concordamos sobre a importância de trabalhar com o sistema escolar na preparação e fornecimento aos professores dos conhecimentos básicos e ferramentas necessárias para detectar quaisquer sequelas da tragédia entre as crianças da Cidade do México e habilitá-los a prover assistência imediata. Pais são muito importantes neste processo e nós também trabalhamos com eles. Estamos atualmente elaborando materiais de comunicação para todos na Cidade do México.

Os pontos comuns no processo de implementação de suporte nos tornam fortes. Nós aprendemos das tragédias que vivenciamos. De fato, foi recompesador receber o reconhecimento que a especialista compartilhou a respeito das ações que implementamos durante a epidemia de Influenza em 2009.

Nós não descansaremos até provermos todo o apoio que a população requer. O trabalho de reconstrução continua. A saúde mental e o apoio emocional para as pessoas é uma prioridade de nosso governo. O Dr. Miguel Ángel Mancera, prefeito da Cidade do México, nos instruiu a redobrar nossos esforços e está comprometido a continuar nos apoiando com todo o suporte e ações necessárias.

Cidade do México e nosso país, nós vamos seguir em frente!

Obrigado a Israel por seu apoio e solidadriedade. Obrigado a todos os países que nos auxiliaram. Obrigado à sociedade civil que continua a dar suporte. Obrigado a todos da equipe do Ministério da Saúde. Seja forte México.”

 

Publicado no jornal mexicano Excelsior.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone