Dov Guggenheim, que acabou de correr a maratona de Jerusalém, sofre de esclerose múltipla (EM) desde Outubro de 2015 – foi diagnosticado aos 19 anos.

Paciente do Multiple Sclerosis Center no Hadassah Hospital Ein Kerem, Dov diz que correu com a equipe de EM do Hadasah não somente pelo grande tratamento que recebeu lá mas porque queria despertar a atenção sobre o Centro e inspirar desta forma possíveis doadores.

Dov nasceu em 1996, em Passaic, NJ. Sua mãe, uma professora, o levou a Israel por um ano quando ele estava na escola elementar. Desde então, ele quis tornar-se um israelense em todos os sentidos. Aos 16, ele imigrou para Israel por conta própria, terminando o colegial em uma yeshiva com foco científico em Maale Adumim. Depois disso, ele tornou-se voluntário para o serviço militar junto com um programa de yeshiva.

Quando foi diagnosticadeo com EM, Dov transferiu-se para a Yeshiva Mahanayim, em Efrat, para que pudesse tratar-se no Hadassah. Um prodígio em investimentos, ele está agora estudando e trabalhando em meio período com olhos em um futuro em Finanças.

Dov acredita que a EM não é uma sentença de morte e, com o tratamento adequado, suporte e foco, tudo é possível.

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone