Profa. Dana Wold, MD, Chefe da Unidade de Virologia Clínica do Depto, de Microbiologia Clínica e Doenças Infecciosas
Profa. Dana Wold, MD, Chefe da Unidade de Virologia Clínica do Depto, de Microbiologia Clínica e Doenças Infecciosas

Profª Dana Wolf, chefe da Unidade de Virologia Clínica do Depto, de Microbiologia Clínica e Doenças Infecciosas no Hadassah Medical Center, é uma especialista de fama mundial em vírus e no prejuízo que eles podem causar a bebês durante a gestação. Respondendo à ansiedade global sobre o Zika vírus, a Profª Wolf e sua equipe abriram recentemente um novo laboratório dedicado ao combate deste vírus. O Zika vírus, diz ela, “é perigoso na interface entre a mãe e o feto no útero.”

De acordo com a Profa. Wolf, o Zika, como a Rubéola, pode causar uma variedade de sérios defeitos de nascença. A Rubéola, entretanto, antes um vírus que infestou o mundo ocidental, foi controlada através da vacinação. Diferente da Rubéola, o Zika é transmitido por mosquitos, como o vírus da Dengue. A Dengue, entretanto, apesar de ser da mesma família do Zika, não está associada a defeitos de nascença.

O Hadassah, sob a supervisão do Prof. Benjamin Reubinoff, chefe do Human Embryonic Stem Cell Research Center, vem conduzindo pesquisas sobre um vírus ainda mais perigoso chamado cytomegalovirus (CVM), o qual permanece em nossos corpos para sempre. A pesquisa do Hadassah revelou o padrão de ataque deste vírus, que atinge o feto no momento em que as células nervosas estão sendo desenvolvidas. A Profa. Wolf e sua equipe vão aplicar ao Zika as ferramentas desenvolvidas pelo Hadassah para estudar o CVM. “Nós recebemos tantas solicitações de auxílio que decidimos trabalhar nisto,” disse a Profª Wolf, que relatou que o Hadassah recebeu o vírus para pesquisa do United States Centers for Disease Control and Prevention.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone