Cedo nesta manhã, Boris Gustav Welberada, 36, guarda de segurança civil, foi esfaqueado na mão enquanto fazia a segurança de Karemei Tzur, uma área residencial perto de Gush Etzion. Foi levada imediatamente ao Hadassah Hospital Ein Kerem e atendido no Swartz Center for Emergency Medicine. O Dr. Shai Luria, especialista em mãos, fez a cirurgia.

Coo mostra a foto, o Prof. Rami Mosheiff, chefe do centro de trauma ortopédico do hospital, informou a imprensa sobre a condição da vítima. Ele disse que o guarda estava passando por testes para determinar se vai recuperar o uso pleno da mão. “O terrorista esfaqueou a palma da mão. Fora isto, Boris está perfeitamente saudável,” disse Mosheiff. “Eu estou otimista sobre a mão. Os nervos estão funcionando, mas ainda estamos no processo de verificação.”

Welberada mudou-se para Israel do Equador dez anos atrás, é casado e pai de cinco filhos.

O terrorista, Hamzeh Yousef Zamaareh, 19, que chegou à cena do ataque de carro, foi atingido e morto por um segundo guarda.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone