Cirurgião sênior do Hadassah Medical Organization, O Dr. Joseph Schroeder estava fazendo sua refeição anterior a Yom Kipur com sua esposa, Yaira, e três filhos quando recebeu uma chamada de um representante da família Greenfield perguntando se ele poderia ir até a Geórgia (ex União Soviética) para preparar Noa, uma mãe israelense gravemente ferida , para um traslado aéreo para um tratamento capaz de salvar sua vida em Israel.

O carro da família Greenfield despencou de uma estrada nas montanhas do Cáucaso no nordeste da Geórgia em uma ravina. Dois dos quatro filhos, Nevo, 5, e Achinoam, 10, morreram. Noa teve sérios traumatismos nas costas e pescoço.

Antes que Noa pudesse ser transportada para Israel, um especialista ortopédico deveria tratar os traumas de costas e pescoço. O Dr. Schroeder concordou em princípio, consultou o Diretor do Departamento Ortopédico, Prof. Meir (Iri) Liebergall, e seu Diretor de Unidade de Coluna, Prof. Leon Kaplan. Originário da Rússia, o Prof. Kaplan pode informar o Dr. Schroeder sobre o que poderia esperar de uma ex República Soviética.

O transporte aéreo foi arranjado. O Dr. Schroeder foi primeiro ao Hadassah Hospital Ein Kerem para pegar o equipamento de que precisaria e então embarcou na aeronave para duas horas e meia de vôo até Tbilisi. Quando aterrisou, foi ver as crianças em um hospital infantil e depois os pais em outro hospital. Estava claro o porquê  da urgência em trazer a mãe imediatamente para Israel e porquê ela precisava da experiência e conhecimento da equipe ortopédica do Hadassah.

“Quando voltei a Israel,” relata o Dr. Schroeder, “um impressionante grupo de especialistas estava aguardando no hospital. Sendo Yom Kipur, alguns dos médicos vieram a pé ou de bicicleta para atender a família Greenfield.” O Dr. Schroeder e o Prof. Kaplan operaram durante todo o dia. A mãe está agora em uma condição estável, mas ainda séria. O pai, Hanoch, e uma das crianças tiveram ferimentos leves e puderam ir para casa. A segunda criança teve ferimentos moderados e está agora em tratamento no Charlotte R. Bloomberg Mother and Child Center.

Achinoam, a criança de 10 anos que perdeu a vida, recebeu o nome de seu tio, Yehuda Greenfield, morto na segunda guerra do Líbano.

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone