A Chefe de Enfermagem do Hadassah Medical Center Pediatric, Bracha Grossman, terminou os 42 quilômetros  (26.2 milhas) da Maratona de Jerusalém 2017 com um sorriso.

Uma enfermeira geralmente caminha por muitas milhas ao realizar seu trabalho, mas quando Grossman chega em casa, ela troca o café e o bolo por uma corrida em volta da cidade de Elazar. Chova ou faça sol, mesma sendo casada e mãe de quatro filhos, com idades de 3 a 17 anos, ela troca seus sapatos e faz um percurso que a leva através das colinas de Gush Etzion, muito mais altas que as de Jerusalém.

Graduada com título de mestre em enfermagem clínica na Hebrew University-Henrietta Szold Hadassah School of Nursing, Grossman, 37, ficou empolgada em correr a maratona em sua casa – Jerusalém.

“Eu fiquei emocionada ao passar pelo Monte Scopus, particularmente neste ano quando celebramos a reunificação de Jerusalém e o retorno das chaves do Hadassah Hospital Mount Scopus. Eu adorei também correr perto do Panorama em Talpiot e vislumbrar as parades da Cidade Velha.”

Grossman não precisou praticar muito porque três semanas antes ela completou a Maratona de Tel Aviv, correndo o mesmo número de quilômetros. “Tel Aviv foi um pouco mais fácil porque é uma cidade plana, mas a carga emocional ao correr por Jerusalém me fortaleceu demais. Eu estou pronta para correr amanhã! Eu convidei voluntários do Hadassah que correm para participar conosco. Nós estamos orgulhosos de representar a tradição de quase 100 anos da enfermagem do Hadassah.

Originárias de 60 países, 35.000 pessoas participaram este ano da Maratona de Jerusalém. Corredores do Hadassah Medical Center e do Hadassah Meir Shfeya Youth Village estavam entre eles.

Os participantes tinham a opção de correr a maratona completa (como Grossman fez), ou completar a meia maratona, 10 quilômetros, 5 quilômetros ou ainda a caminhada em família de 1,7 quilômetros.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone