Cardiologia: Atacando o matador número um do mundo

“O protocolo do Hadassah Medical Center para vítimas de ataque cardíaco se traduz em 34 minutos do momento da chegada do paciente à unidade Hadassah até que a artéria bloqueada seja desobstruída. Este é o menor tempo em Israel e um dos menores no mundo”, relata o Prof. Haim Danenberg, diretor da Intervenção Cardiológica. Como resultado as sequelas ao músculo cardíaco foram minimizadas e as taxas de mortalidade caíram para 2,5% no Hadassah – a mais baixa no mundo!

O Hadassah foi o primeiro a introduzir o conceito de iniciar o tratamento do enfarte agudo do miocárdio (ataque de coração) o mais rápido possível – enquanto o paciente está ainda na ambulância. Medicamento anti-coagulante é administrado  e os sinais vitais do paciente juntamente com um Eletrocardiograma (ECC) são enviados aos médicos que aguardam o paciente no Laboratório de Cateterismo Cardíaco no Hadassah Medical Center. O paciente é trazido direto da ambulância para o Laboratório de Cateterismo, onde a angioplastia e a implantação do stent para abrir a artéria podem ser realizadas imediatamente sem cirurgia invasiva.

Desta forma, o paciente é atendido em menos de uma hora desde o momento em que sente a dor no coração até o momento em que o cardiologista desobstrui a artéria bloqueada. É óbvio o porquê de mais e mais pacientes de ataque cardíaco virem ao Hadassah.

 

Como você pode ajudar:

Dois novos Laboratórios de Cateterismo Cardíaco precisam ser equipados no Hadassah Hospital Ein Kerem na Sarah Wetsman Davidson Hospital Tower, e um novo Laboratório de Cateterismo Cardíaco precisa ser criado no Hadassah Hospital em Monte Scopus.

Por favor, faça uma doação para ajudar a equipar os novos Laboratórios de Cateterismo Cardíaco no Hadassah Medical Center.

Sua doação vai salvar a vida de uma vítima de ataque cardíaco.

 

Contribua com a promessa do Hadassah de servir o povo de Israel – e do mundo – pelos próximos cem anos com pesquisas e tratamentos de primeira classe.

.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Salvando vidas