Eles não são a matriarca Sarah e o patriarca Abraão, que tinham 90 e 100 anos, respectivamente, quando seu filho, Isaac, nasceu. Este casal – ela com 48 e ele com 62 – são os pais de um bebê graças a uma ajuda dos céus e da equipe do Hadassah Hospital Mount Scopus.

A mãe tem seis filhos de um casamento anterior. O pai foi casado duas vezes antes, mas não teve filhos. Apesar de que os filhos e netos dela o chamam de zayde ou sabba – Ídiche e Hebraico para avô, ele ainda sonhava com um filho biológico. Ela estava disposta a tentar.

“Foi uma gravidez de risco desde o início,” diz o Prof. Simcha Yagel, chefe da Divisão de Obstetrícia e Ginecologia do Hadassah Medical Center. Ela foi acompanhada pela equipe da unidade de Alto Risco, que otimistas, acreditavam que o bebê nasceria com boa saúde.

“Na 38ª semana, um bebê muito bonito nasceu para o casal,” relata o Prof. Yagel. “Eu estou contente de que tudo tenha corrido tão bem e que fomos capazes de ajudá-los.”

A nova mãe teve seus óvulos congelados há alguns anos. “Durante os últimos anos,” ela diz, “nós tentamos conceber. Meu marido estava seguro de que teríamos sucesso e não perdeu a esperança, mesmo quando as tentativas falharam.”

Seus outros filhos tem idades que variam dos 17 aos 27 anos. Muitos deles já tem seus próprios filhos. “Eu já sou uma avó de dois com mais alguns a caminho,” diz a mãe com um amplo sorriso. “Agora eles tem um pequeno, doce e charmoso irmão pequeno e nõs estamos muito animados.”

“Eu recebo chamados de todo o mundo, de amigos e familiares,” diz o novo papai. “A notícia se espalhou e a cada momento nós recebemos uma benção calorosa. Quando anunciamos o nascimento, as pessoas dançaram e cantaram com alegria.”

Enfatizando que o apoio que receberam na Fertility Unit no Hadassah Mt. Sopus foi constante, o pai explica: “A equipe foi incrível; eles entenderam o enorme desejo que tínhamos e estiveram sempre presentes com explicações e encorajamento.”

Mesmo agora, ele diz, “todos são maravilhosos e nos apoiam. Na ala da maternidade, fomos rodeados com atenção de todos os lados. A equipe está muito feliz por nós e estão realmente cuidando de minha esposa.”

O pai acrescenta: “É importante saber que sempre há esperança. Algumas vezes enquanto percorremos o túnel, não conseguimos ver a luz. Eu estive lá por muitos anos mas ao final do túnel, existe luz, uma grande luz.”

O casal esta se preparando para a celebração do Brit Mila (cerimônia de circuncisão). Será uma grande festa.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone